Verso: Flagelo Duelo

Flagelo e Duelo

frausÓ Fortuna…
Imperatriz do mundo!

À forja arde a arte do ferreiro…
No minério a semente do metal…
E forja a lâmina do último guerreiro…
O reflexo de uma alma imortal…

Via verso um duelo a ser narrado…
No silêncio do absurdo atemporal…
Pouco restaria a ser lembrado…
Pouco restaria do bem… e do mal…

Dos ermos de minha mente encarceirada…
Das vastidões de minha loucura inflamável…
O arcanjo louco cuja alma é a própria espada…
E sua fúria sanguinária, assassina e implacável…

Um nome chorado pela imensidão da realidade…
Lástimas e sangue encobrem seu passado…
O arcanjo das asas negras incandescentes…
A fúria é seu destino! A morte é seu legado!

E além dos abismos de todos os tempos…
Nasceu, tempos ancestrais, o filho da Guerra…
Concebido ante o cerco e a privação…
Condenado à eterna guerra da salvação…

Guerreiro, líder, visionário e inspirador…
Eleito o primeiro general de todas as legiões…
Eleito, à ferro e fogo, o Supremo Imperador.

O arcanjo Aghanael…
O guerreiro Fraus…
As lâminas do mundo inteiro…
E o duelo insano da Fúria e do Caos…

Incontáveis legiões…
Sob o comando do Imperador…
Incontáveis bastiões…
Reduzidos a pó pelo Arcanjo Profanador…

O duelo dos tempos imemoriais…
Travado nos restos da minha mente…
As armas de todos os loucos…
Sob a marcha de um verso decadente…

Os inimigos lendários anunciados estão…
Está escrito o destino, o Grande Duelo…
Não há saída, não há qualquer salvação…
No embate dos extremos, no Último Flagelo!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: